Marcado como: facebook Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • Ivan 9:32 p em December 15, 2009 Link Permanente | Resposta
    Tags: ambev, curso de jornalismo digital, facebook, , famecos, graduados, , jornalismo, jornalismo digital, , natura, , profissionais, puc, , relações públicas, , unilever,   

    Redes Profissionais 

    redes sociais
    Se você sempre foi criicado por passar o dia todo no Orkut, Facebook, Twitter e outras redes sociais, aí vem a sua resposta: isso pode virar uma profissão.
    Nada daquelas empresas que te contratam pra ficar mandando span, corrente ou promoções fantasma. A PUC-RS abriu inscrições para o curso de Jornalismo Digital.

    “A especialização é voltada a profissionais graduados ligados às áreas de Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade, Informática, Administração, Marketing, empresários, artistas, ativistas culturais e sociais e interessados em desenvolver produtos e gerenciar projetos nas plataformas digitais.”

    Pretende integrar as redes sociais ao ambiente do jornalismo e tem o objetivo de capacitar profissionais que compreendam a cultura e mídias digitais e desenvolvam habilidades de redação específica para elas.

    Por enquanto é uma iniciativa da Faculdade de Comunicação Social da PUCRS (Famecos),  mas em breve deve fazer parte do currículo de outras instituições pelo país.

    Por falar em profissão e redes sociais aí vai mais um toque. Vem agradando cada vez mais os responsáveis pelo recrutamento e seleção de grandes empresas o uso de ferramentas online. São desde provas de pré-seleção até projetos propostos como blogs, sites, jogos entre outros que qualificam os candidatos pelos resultados do projeto e pelas informações nele contidas.
    Empresas como Natura, Unilever e Ambev já usaram com sucesso ferramentas como o You Tube e Orkut. A análise positiva vem dos próprios profissionais de recursos humanos que atestam o aumento na quantidade e qualidade dos inscritos, além do baixo custo do processo seletivo.

    Bom, agora quando alguém te criticar por só ficar no Twitter, You Tube ou lendo o Quetrampo, você já tem uma boa resposta pra dar.

    Ivan Leal @ivanlegal

    fonte:
    JORNAL DA TARDE (SP) • CIDADE • 15/12/2009
    ÚLTIMAS NOTÍCIAS • 14/12/2009
    Anúncios
     
    • eduardo 9:32 p em dezembro 15, 2009 Link Permanente | Resposta

      As redes sociais são um fenomeno cada vez mais importante para sociedade e claro tudo o que demanda profissionalismo tem de passar por uma boa preparação acho importante que sejam formados profissionais com perfil adequado para cuidar desta àrea.

    • niraguedes 9:32 p em janeiro 6, 2010 Link Permanente | Resposta

      adooooooorei!

    • cestas 9:32 p em novembro 29, 2010 Link Permanente | Resposta

      Gosto muito do seu blog e sempre que posso leio os posts! Parabéns…..continue o ótimo trabalho. Shirley de Souza de Cestas de Natal

  • Flávio Leal 9:32 p em November 12, 2009 Link Permanente | Resposta
    Tags: curso de graça, curso de ingles gratuito, curso de ingles na internet, curso gratuito, , entrevista de emprego, facebook, folha online, folhaonline, Inglês, Inglês de graça, Ingles gratuito, ingles online, inglesonline, livemocha, , , videocast   

    Dicas de Inglês na Internet e de graça 

    ingles na internet de graça curos e dicas

    Houve um tempo em que falar inglês era um bom diferencial, ultimamente tem se tornado uma necessidade. Agente já viu aqui algumas dicas de como aprender pela web, principalmente através das vídeo aulas. Dentro desse parâmetro fomos atrás de saídas para quem quer aprender ou aperfeiçoar seu inglês através da internet.

    Uma boa dica é dar uma olhada no http://www.inglesonline.com.br o forte deles é justamente “dar boas dicas” e o legal é que é tudo dividido por níveis o que facilita o entendimento.

    Pra galera que não dispensa um Orkut ou o Facebook temos uma rede social específica pra esse aprendizado o Livemocha. Assim como toda rede social é baseada na interação entre os usuários e nada melhor do que se relacionar com pessoas que falam a língua que você está estudando pra deixar a sua conversação perfeita. Livemocha oferece suporte a mais de 20 idiomas, do inglês ao mandarim.

    Esses são apenas alguns caminhos, como já falamos anteriormente a vantagem de se estudar na internet é a economia, porque boa parte do conteúdo é de graça ou a um preço bem menor. É claro que é bem possível que esse conteúdo não seja o bastante e você tenha que aderir a um curso presencial, mas é muito prático para evoluir mais rapidamente.

    Agora pra os que se acham aptos a partir para o mercado de trabalho onde seu inglês vai ser realmente posto a prova veja o videocast da folhaonline, é bem legal que mostra uma simulação de entrevista e erros bem comuns que podem ser evitados.

    Gostou das dicas e tem algum site que possa indicar fale com agente no @quetrampo

    Flávio Leal @lealhc

     
    • Cido Menezes 9:32 p em novembro 12, 2009 Link Permanente | Resposta

      Aqui no quetrampo a gente encontra dicas que valem ouro!
      Parabéns… agora preciso ir pra estudar inglês.

      Abraço

      • Caroline Silva 9:32 p em novembro 13, 2009 Link Permanente | Resposta

        Muito bom o post! 🙂

        Pra ajudar ainda mais, indico o http://www.englishexperts.com.br. Tem posts diários com todo tipo de dica, e o arquivo dele é separado por nível de inglês, muito bom!

        • Flávio Leal 9:32 p em novembro 13, 2009 Link Permanente

          Valew Caroline, bem legal o blog, esse é um tema que da pra complementar bastante se alguém mais conhecer alguma dica só comentar pra enriquecer mais o post.

    • Paula Albocino 9:32 p em janeiro 27, 2010 Link Permanente | Resposta

      Muito util o seu post, mas faltou a escola de ingles online Englishtown http://www.englishtown.com.br
      A Secao Comunidade do site oferece videos, artigos, quizzes e teste de ingles gratuitamente.
      Abraco,
      Paula

  • Ivan 9:32 p em November 4, 2009 Link Permanente | Resposta
    Tags: agricultor virtual, Brainstorm#9, Business Week, economia dos aplicativos, facebook, Farm Ville, FarmVille, fazenda virtual, jogos sociais, MST, Zinga   

    FarmVille 

    farmville1

    Profissão: Agricultor Virtual

    Se existir um MST virtual prepare-se e mantenha seus pixels produtivos.

    Muita gente está realizando o desejo de cultivar a terra, criar vaca, galinha, cuidar da propriedade e ser fazendeiro. Melhor ainda, você ganha seu primeiro lote sem marchar por aí e ainda pode virar o rei do gado sem sujar as mãos.

    FarmVille é um “jogo social” da empresa Zynga e está disponível para os usuários do Facebook. Nela é possível começar com um pequeno lote e conforme sua dedicação crescer, acumular moedas e claro subir de nível.

    Aliás a obcessão pelos níveis é a principal motivação comercial para que cada vez mais empresas invistam pesado na chamada “economia dos aplicativos” conforme post do Brainstorm#9 sobre a matéria da Business Week

    A receita é simples: conquiste muitos usuários com diversão gratuita, incentive a viralização natural, e venda itens digitais para permitir que os jogadores subam de nível.

    Negócios a parte, o fato é que Farmville é um dos aplicativos mais populares do mundo, com aproximadamente 60 milhões de pessoas jogando. Se você é daqueles que teve Tamagotchi e prefere trocar a sua vizinha chata pelos seus amigos do Facebook, entre nessa!

    Breve mais sobre FarmVille. Gostou do post? Siga-no no Twitter: @quetrampo

    Ivan Leal  @ivanlegal

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar